Início

Histórico e Apresentação do ENTBL

Buscando contribuir com a ampliação das reflexões sobre o Turismo, este importante e complexo fenômeno de relevantes repercussões nas esferas social, econômica, ecológica, política e cultural, portanto, eminentemente espacial, foi criado o “Encontro Nacional de Turismo com Base Local” (ENTBL).

Este se caracteriza como um dos mais relevantes eventos acadêmicos de temática turística do Brasil e da América do Sul. O primeiro ENTBL foi organizado em 1997, sob a iniciativa e coordenação da Professora Adyr Balastreri Rodrigues, sendo realizado em maio de 1997, no Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).

Mesmo tendo sido a primeira edição do evento, além dos brasileiros o I ENTBL teve palestrantes vindos do México, da Espanha, Argentina e Uruguai, e contou com centenas de participantes ouvintes e mais de cem trabalhos inscritos. A qualidade dos trabalhos apresentados no I ENTBL propiciou a publicação de três livros com os melhores trabalhos daquela edição do evento, a saber: RODRIGUES, Adyr (org.). Turismo, Modernidade, Globalização. São Paulo: Hucitec, 1997, p.218; RODRIGUES, Adyr (org.). Turismo e Ambiente - reflexões e propostas. São Paulo: Hucitec, 1997, p.177; e RODRIGUES, Adyr (org.). Turismo e Desenvolvimento Local. São Paulo: Hucitec, 1997, p.188. Estes livros continuam sendo importantes referências nos estudos do Turismo.

A segunda edição do ENTBL aconteceu em Fortaleza-CE, organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (UECE), e repetindo o sucesso do primeiro evento, realizado na cidade de São Paulo, O IIº ENTBL recebeu centenas de inscritos e teve também cerca de cem trabalhos apresentados que resultaram em três livros: CORIOLANO, Luzianeide(org.). Turismo com Ética. Fortaleza: UECE, 1998, p.418; CORIOLANO, Luzianeide(org.). Da Cidade ao Campo: a diversidade do saber fazer turístico. Fortaleza: UECE, 1998, p.376; CORIOLANO, Luzianeide(org.). Turismo e Meio Ambiente. Fortaleza: UECE, 1998, p.407.

A terceira edição do ENTBL aconteceu em Manaus-AM, organizada pelo Departamento de Geografia da Universidade do Amazonas (UAM), em 1999. Repetindo o sucesso das edições anteriores, teve a participação de palestrantes brasileiros e estrangeiros e um grande número de trabalhos apresentados. O livro FERREIRA, Ivani (org.) Turismo: sustentabilidade e novas territorialidades. Manaus: Editora da Universidade do Amazonas, 2001, p. 126, sintetiza as principais contribuições do evento.

O IV ENTBL foi organizado pelo Núcleo de Estudos em Meio Ambiente e Turismo (NEMATUR) e realizado no Instituto Superior Luterano de Educação de Santa Catarina (IELUSC). A referida edição teve como tema “Redescobrindo a Ecologia no Turismo”, mesmo título do livro que foi publicado em 2002 com os melhores trabalhos apresentados em: TAMANINI, Elizabete; BARRETTO, Margarita. “Redescobrindo a Ecologia no Turismo”. Caxias do Sul: EDUCS, 2002, p.131.

O V ENTBL ocorreu em Brasília-DF e foi organizado pelo Departamento de Geografia (GEA-UnB) e pelo Centro de Excelência em Turismo (CET) da Universidade de Brasília (UnB). O tema foi “Turismo e Políticas Públicas” e os trabalhos apresentados resultaram em um livro: SOUZA, Maria J.(org.). Políticas Públicas e o Lugar do Turismo. Brasília: UnB, 2002, p.379.

Em 2002 foi realizado o VI ENTBL, organizado pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande-MS.

O VII ENTBL foi realizado em Ilhéus-BA e foi organizado pelo Programa de Mestrado em Turismo e Cultura da Universidade de Santa Cruz de Cabrália (UESC) no ano de 2003.

Já em 2004, o VIII ENTBL foi organizado pelo Centro Universitário Positivo e pelo Departamento de Geografia da Universidade Federal do Paraná. Durante este evento foi criada uma Comissão Nacional do ENTBL, cujas atribuições dos membros estavam vinculadas com a contribuição do crescimento acadêmico do evento.

No ano de 2005, o IX ENTBL, realizado em Recife-PE, foi organizado pelo Departamento de Turismo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), passando a ser um evento Qualis Nacional e deixando de ser anual, para ser bianual, decisão esta que teve como objetivo ampliar ainda mais a qualidade dos trabalhos apresentados.

O X ENTBL ocorreu em 2007, na cidade de João Pessoa-PB, organizado pelo Departamento de Geografia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Este teve mais de quatrocentos trabalhos inscritos e aproximadamente 800 participantes (congressistas). Os melhores trabalhos apresentados no X ENTBL foram publicados no livro SEABRA, Giovanni(org.). Turismo de Base Local: identidade cultural e desenvolvimento regional. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2007, p.356.

O XI ENTBL foi realizado em Niterói, organizado em conjunto pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão do Departamento de Turismo (ENTRETERE) da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Cronologia:
1997 São Paulo-SP
1998 Fortaleza-CE
1999 Manaus-AM
2000 Joinville-SC
2001 Brasília-DF
2002 Campo Grande-MS
2003 Ilhéus-BA
2004 Curitiba-PR
2005 Recife-PE
2007 João Pessoa-PB
2010 Niterói-RJ

Em 2012 o XII ENTBL que terá como tema central "o Turismo com Base Comunitária e a Inclusão Social", será organizado pela Sociedade Brasileira de Ecoturismo, e acontecerá em São Paulo - SP.

A opção pelo tema se justifica pelo fato de que nem todo turismo de base local é de comunidades. Um grande resort, por exemplo, pode ser de base local, mas não é de comunidades, de pequenos vilarejos. Nas décadas de 1980-1990 quando emerge na Europa o estudo da Base Local em contraposição a Base Global surgiu o ENTBL para discutir o Local no Turismo. Nas 2 últimas décadas, no entanto, o local no turismo avançou bastante e emergiu o Turismo Comunitário, entendido como aquele que é criado e gestado por comunidades. Este segmento do turismo tem crescido muito, haja vista as redes que estão se organizando na America Latina e em vários Estados do Brasil. Muitos consideram que o turismo de comunidades é aquele que tem a base mais local. Esperamos que todos possam participar e contribuir com o aperfeiçoamento desse debate no Brasil.

 

Prof. Dr. Zysman Neiman

Em nome da Comissão Organizadora.