Contato

Revista:
Rua Dona Ana, 138, Vila Mariana,

São Paulo, SP, CEP 04111-070

 

Principal:
Zysman Neiman
zysman@ufscar.br

Suporte:
Carlos Eduardo Silva
carlos@arvore.org.br

Qualificações:

- QUALIS B2 - ADMINISTRAÇÃO,
  CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO
- QUALIS B3 - BIODIVERSIDADE
- QUALIS B3 - EDUCAÇÃO

- QUALIS B4 - GEOGRAFIA
- QUALIS B5 - GEOCIÊNCIAS
- QUALIS B5 - PSICOLOGIA
- QUALIS C - CIÊNCIAS AGRÁRIAS I
- QUALIS C -
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I

 Inclusão em Indexadores:

- Academic Journals Database
- BASE
- CIRET France
- CLASE
- DOAJ
- Google Acadêmico
- Harvester
- Latindex
- Livre - Portal do Conhecimento Nuclear
- Periódicos CAPES
- Publicações de Turismo
- Sumários de Revistas Brasileiras

 

Normas de Publicação

Segundo Modelo do SEER

 

A Revista Brasileira de Ecoturismo possui um Conselho Editorial composto por pesquisadores renomados, que exercem a função de avaliar e garantir a qualidade da publicação, emitindo pareceres sobre os trabalhos em cada seção da revista. Os trabalhos submetidos são apreciados por dois avaliadores, com a omissão da identificação do autor. Caso haja pareceres divergentes, o editor encaminhará o trabalho para um terceiro avaliador. Os pareceres são analisados e acatados pelo conselho editorial.

 Os manuscritos serão avaliados quanto a qualidade científica dos seguintes itens: 1. Aspectos gerais do trabalho: Relevância, Importância, Originalidade, Estilo, Conteúdo científico ou técnico; 2. Aspectos específicos do trabalho: Título, Resumo / Abstract, Palavras-chave, Introdução, Material e Métodos, Resultados, Discussão, Conclusões, Referências.

 Ao final da avaliação, os manuscritos receberão uma das seguintes classificações: aceito sem modificações; aceito com pequenas modificações; necessita de extensas modificações, devendo voltar ao revisor para o parecer final; ou recusado. 

Os pareceristas também constituem o Comitê de Ética da Revista, solicitando informações sobre os procedimentos de pesquisas sempre que julgarem necessário, principalmente em caso de estudos que envolvam seres humanos.

 

1)     Diretrizes de publicação para Autores

a) Serão aceitos somente trabalhos inéditos para publicação no idioma português, espanhol ou inglês, com as devidas revisões do texto, incluindo a gramatical e a ortográfica. Trabalhos que não estejam em concordância com as normas de formatação não serão considerados para a publicação.

b) Os textos serão postados somente no ambiente SEER.

c) O(s) autor(es) estarão cedendo integralmente os direito autorais à revista, sendo solicitado o envio de autorização assinada por todos os autores para publicação sem quaisquer ônus para a revista, considerando seu caráter de fins não lucrativos. Os textos publicados, no entanto, refletem a posição de seus autores e são de sua inteira responsabilidade.

d) Os autores devem explicitar se há ou não potencial conflito de interesse, informação que deve ser incluída na seção Agradecimentos, ao final dos artigos

e) O(s) autores deverão quitar o valor de R$ 80,00  e enviar cópia do comprovante de depósito via fax para seu editor-chefe, por e-mail (zysman@ufscar.br) ou anexo ao texto para submissão aos pareceristas. Este valor inclui tarifas postais, processos de expedientes dos editais, e outros serviços de editoração e revisão, porém, não implica na publicação definitiva, que somente será efetivada após a emissão dos pareceres favoráveis. Caso contrário, o trabalho não será submetido a parecer e nem publicado. Também este valor não será devolvido no caso de rejeição do trabalho enviado para submissão, seja pela qualidade dos conteúdos ou por não cumprir as normas da revista tendo em vista os motivos citados acima. A taxa de submissão poderá ser alterada a qualquer momento, em razão de reajustes de tarifas postais, hospedagem de sites, etc.

 f) Conta para depósito da taxa de submissão: Titular: Zysman Neiman (Editor Chefe); Banco do Brasil; Agência: 3023-6; Conta Corrente: 5588-3; CPF: 039.857.198-88.

OBS: Autores convidados estão dispensados do pagamento deste valor (este é o caso dos membros do Comitê Editorial), bem como os autores de resumos e artigos completos aprovados no Congresso Brasileiro de Ecoturismo (CONECOTUR) e no Encontro Interdisciplinar de Ecoturismo em Unidades de Conservação (EcoUC) e que sejam associados da Sociedade Brasileira de Ecoturismo (SBEcotur), devendo o mesmo ser obrigatoriamente o 1º autor do trabalho. Os convites são pessoais e intransferíveis. Os autores que não são do Comitê Editorial serão convidados através de ofício nominal.

g) Os autores que desejarem publicar resumos (anais do Congresso Brasileiro de Ecoturismo), artigos ou resenhas deverão fazer um cadastro na Revista (personalizado) contendo: nome(s) completo(s) do(s) autor(es), sem abreviaturas, e-mail(s), e os dados completos de afiliação institucional e geográfica (cidade. Estado e país), por ocasião da submissão do trabalho, bem como o link para o currículo Lattes (caso de pesquisadores brasileiros).

h) Não serão publicados mais de um artigo por autor no mesmo ano, mesmo que ele não seja o primeiro do manuscrito, bem como não serão publicados três artigos de autores de uma mesma instituição (departamentos de universidades, faculdades, instituto de pesquisa, ONGs, órgãos públicos) por ano.

i) Itens de verificação para submissão (SEER/OJS)

1)     A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliado para publicação por outra revista, caso contrário, justificar em "Comentários ao Editor".

2)     Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word ou OpenOffice (desde que não ultrapasse os 3 MB).

3)     Todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: http://www.physis.org.br) estão ativos e prontos para clicar.

4)     O texto segue os padrões de formato e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes de Publicação para Autores, na seção "Sobre a Revista".

5)     A identificação de autoria deste trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em “Assegurando a Avaliação por Pares Cega”.

 

2. Estrutura dos Artigos

a) No manuscrito não deverão ser colocados os dados dos autores para preservar o sigilo da avaliação por pares cegas.

b) A extensão dos trabalhos deverá apresentar no mínimo 10 e no máximo 30 páginas, tamanho A-4.

c) Os resumos serão em Português/Inglês ou Espanhol/Inglês, apresentados em um só parágrafo e com um máximo de 400 palavras em espaçamento simples. O resumo será seguido de 3 palavras-chave para fins de indexação do trabalho, que deverão ser separadas por uma vírgula entre elas. [Por ex.: Por Ex.: Palavras-chave: Ecoturismo, Educação Ambiental, Paisagem.]. O abstract e as key words, em inglês, devem ser a versão do texto do resumo e das palavras-chave, obedecendo às especificações para a versão em português ou espanhol. Antes do Abstract  deve ser redigida a versão do título em inglês.

d) As Folhas de Rosto despersonalizadas devem conter os seguintes elementos, nesta ordem: o nome do eixo-temático escolhido para submissão, se é um Artigo Original, de Revisão etc.; os Títulos e sub-títulos do trabalho, sem abreviações, em português/ inglês ou espanhol/inglês. 

e) O Título deve ser conciso e explicativo, representando o conteúdo do trabalho, não excedendo a 15 palavras. O Título em inglês deverá ser a versão exata do título em português ou espanhol.

f) Especificações dos artigos: O programa usado deve ser Microsoft Word for Windows ou OpenOffice; tamanho de página A-4; Fonte utilizada ARIAL 12 (exceto para tabelas e outras ilustrações, devendo apresentar o tamanho 11 de fonte). Não usar fontes em formatação estilo versalete no trabalho; Espaçamento simples entre linhas e sem espaçamento entre parágrafos; Entradas de parágrafos: 1,25 cm; Margens: superior e esquerda - 3,0 cm / inferior e direita - 2,0 cm; Títulos em negrito (Fonte 14); subtítulos em negrito (Fonte 12); seções em itálico e negrito (idem). Não numerar os itens do texto; Citações com mais de três linhas, destacadas do texto, com afastamento esquerdo de 4 cm;

g) As figuras serão escaneadas com boa resolução tanto para impressão em papel quanto para leitura em tela [300 dpi], inseridas no texto com as respectivas legendas bilíngues e informações.

h) As ilustrações que compreendem tabelas, gráficos, desenhos, mapas e fotografias, lâminas, plantas, organogramas, fluxogramas, esquemas ou outros elementos autônomos devem aparecer sempre que possível na própria folha onde está inserido o texto a que se refere, com legendas bilíngues.

i) Cada trabalho poderá conter um máximo de 10 ilustrações. No caso de mais ilustrações, solicitamos uma consulta prévia. Não serão aceitos artigos com ilustrações em arquivo separado.

j) As "notas de rodapé" e agradecimentos devem ser incluídos no final, após a bibliografia, mas sem formatação especial.

k) Se necessário, indicar qualquer atualização de afiliação institucional.  Indicação do autor responsável pelas correspondências, com editores e/ou leitores, seguido de endereço postal completo, incluindo fax, telefone e e-mail.

l) Se apropriado, acrescentar ainda um parágrafo, no final, após a bibliografia,  reconhecendo qualquer apoio financeiro, colaboração de colegas e técnicos. Se for o caso, indicar a origem do trabalho, como por exemplo: anteriormente apresentado em evento, derivado de tese ou dissertação, coleta de dados efetuada em instituição distinta da que financiou a pesquisa e outros créditos e/ou fatos de divulgação eticamente necessários.

m) Os autores são responsáveis pelas idéias expostas em seus trabalhos, como também pela responsabilidade técnica e veracidade das informações, dados, etc, apresentados. Os editores não se responsabilizam pelo conteúdo dos textos publicados e os textos também não expressam necessariamente a opinião dos editores.

n) O envio de contribuições é em regime de fluxo contínuo, no entanto as datas limites para  recebimento de textos são: 28 de fevereiro, 30 de junho e 31 de outubro, para as edições de maio, setembro, e janeiro, respectivamente, com exceção para as edições especiais referentes ao Congresso Nacional de Ecoturismo.

o) Informar  obrigatoriamente, na etapa apropriada do processo de submissão, o endereço completo, Instituição de Filiação (com cidade, Estado e país), Endereço eletrônico do[s] autor[es], bem como o(s) link(s) para o Currículo Vitae, versão Lattes. [Por ex.: Vivian Castilho da Costa  – http://lattes.cnpq.br/3181407490194397]

p) Os arquivos enviados deverão ter no máximo  3 MB.

q) Todos os manuscritos devem ter sua estrutura finalizadas com as Referências. As publicações devem ter sido mencionadas no texto do trabalho e devem obedecer as Normas da ABNT. Trata-se de uma listagem dos livros, artigos e outros elementos de autores efetivamente utilizados e referenciados ao longo do artigo.

3. Observações:

a) O e-mail(s) do(s) autor(es) cadastrado(s) não poderá(ão) estar com restrições tais como tira-teima, filtro anti-spam, etc., visto que as mensagens automáticas do sistema SEER retornarão, interrompendo a comunicação entre editores e autores.

b) Os autores são responsáveis pelas idéias expostas em seus trabalhos, como também pela responsabilidade técnica e veracidade das informações, dados, etc, apresentados. Os editores não se responsabilizam pelo conteúdo dos textos publicados e os textos também não expressam necessariamente a opinião dos editores.

c) Serão aceitos para submissão trabalhos com um máximo de 05 (cinco) autores por artigo. Solicitamos aos autores especial atenção à observância das normas, pois não serão considerados trabalhos que não estiverem de acordo com as mesmas.

d) Os autores que enviarem seus trabalhos para submissão aceitam e concordam com as normas de publicação da Revista.

4. Modelo para Citações e Bibliografia:

4.1 Citações Diretas

a) Na forma direta devem ser transcritas entre aspas, quando ocuparem até três linhas impressas, onde devem constar o sobrenome do autor em maiúsculas, o ano e a página, conforme o exemplo: “Sabe-se que há muito tempo o ser humano vem causando alterações na natureza e que algo urgente precisa ser feito no sentido de minimizar os efeitos provenientes dessa ação danosa” (NEIMAN, 2005, p.17).

b) As citações de mais de um autor serão feitas com a indicação do sobrenome dos dois autores separados pela partícula "e", conforme o exemplo: Sato e Carvalho (2005, p.12) afirmam que “a EA situa-se mais em areias movediças do que em litorais ensolarados”.

c) Quando a citação ultrapassar três linhas, deve ser separada com um recuo de parágrafo de 4,0 cm, em espaço simples no texto, com fonte Arial tamanho 11. Conforme o exemplo:

Severino (2002, p.185) entende que

A argumentação, ou seja, a operação com argumentos, apresentados com objetivo de comprovar uma tese, funda-se na evidência racional e na evidência dos fatos. A evidência racional,por sua vez, justifica-se pelos princípios da  lógica. Não se podem buscar fundamentos mais primitivos. A evidência é a certeza manifesta imposta pela força dos modos de atuação da própria razão.

 4.2 Citação Indireta

a) A citação indireta, denominada de conceitual, reproduz idéias da fonte consultada, sem, no entanto, transcrever o texto. Esse tipo de citação pode ser apresentado por meio de paráfrase, que se caracteriza quando alguém expressa a idéia de um dado autor ou de uma determinada fonte. A paráfrase, quando fiel à fonte, é geralmente preferível a uma longa citação textual, mas deve, porém, ser feita de forma que fique bem clara a autoria. Neste caso especifico não se faz necessário constar o número da página, pois a paráfrase pode ser uma síntese de um pensamento inteiro.

4.3 Citação de citação

a) Evitar utilizar material bibliográfico não consultado diretamente, mas se imprescindível, referenciar através de “apud”. A citação de citação deve ser indicada pelo sobrenome do autor seguido da expressão latina (em itálico) apud (junto a) e do sobrenome do autor da obra consultada, em maiúsculas, conforme o exemplo: Freire (1984, apud  SAVIANI, 1998, p.30) ou (FREIRE, 1984 apud  SAVIANI, 1998, p.30)

5. Referências

(Normas para referências bibliográficas: ABNT NBR 6023:2002)

a) As referências bibliográficas devem ser listadas em ordem alfabética de autor, alinhadas a esquerda, em tamanho 11, espaço simples entre linhas, e duplo entre as referências, conforme exemplos abaixo:

ARRIGUCCI JÚNIOR, D. Humildade, paixão e morte: a poesia de Manuel Bandeira. São Paulo: Companhia das Letras, 1990. 124p.

NEIMAN, Z.; MENDONÇA, R. À sombra das árvores: transdisciplinaridade e Educação Ambiental em atividades extra-classe. São Paulo: Ed. Chronos, 2002. 127p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Informação e documentação – apresentação de citações em documentos: NBR 10520. Rio de Janeiro, 2001.

BRASIL. Decreto n.89.271, de 4 de janeiro de 1984. Dispõe sobre documentos e procedimentos para despacho de aeronave em serviço internacional. Lex: Coletânea de Legislação e Jurisprudência, São Paulo, v.48, p.3-4, jan./mar. 1984.

 CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPE, 4., 1996, Recife. Anais eletrônicos... Recife: UFPE, 1996. Disponível em: <http://www.propesq.ufpe.br/anais/anais.htm>. Acesso em: 21 jan. 1997.

FERRAZ, T. A. A informação na área nuclear e a estrutura de trabalhos científicos. Rio de Janeiro: IBBD, 1975. 148p.

GARCÍA-GODOY, F. Clinical evaluation of lutaraldehyde pulpotomies in primary teeth. Acta Odont. Pediatr., v.4, p.41-44, 1983.

______; OLIVEIRA, M.A . Reacciones pulpases al formocresol diluido. Rev. Dent., v.20, p.15-27, 1977.

MOURÃO, R.R.F. Os astros da Macunaíma. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 28 nov. 1979. Ilustrada, p.4.

NEIMAN, Z. A Educação Ambiental através do contato dirigido com a  natureza. 2007. Tese (Doutorado em Psicologia) – Instituto de Psicologia –Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

RABINOVICI, A. Articulações e parcerias entre Organizações Não-Governamentais (ONGs) e Unidades de Conservação (UCs). In: NEIMAN,  Z. (org). Meio Ambiente, Educação e Ecoturismo.  São Paulo: Manole, p. 41-70, 2002.

REIS, M. B. Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (RDSM) Amazonas, Brasil: participação popular no processo de implantação da RDSM e no manejo de recursos naturais da várzea amazônica. In: DRUMMOND, M. A. (ed.) Oficina sobre gestão participativa em unidades de conservação, anais da Oficina realizada no Parque Estadual do Rio Doce - no período de 10 a 13 de novembro – 1997, Belo Horizonte: Fundação Biodiversitas, p. 60-69, 1998.

SISTEMA Nacional de Unidades de Conservação da Natureza - SNUC: a lei n. 9.985, de 18 de julho de 2000. Brasília: MMA/SBF, 2000, (32 p.)

SOUZA, A.E. De penhora e avaliação. Dataveni@, Campina Grande, v.4, n.33, jun.2000. Disponível em: <www.datavenia.inf.br/frame-artig.html>. Acesso em: 31 jul. 2000.