Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Brasileira de Ecoturismo (RBEcotur) é uma publicação eletrônica trimestral produzida pela Sociedade Brasileira de Ecoturismo (SBEcotur), sendo expressão do esforço dos profissionais nela envolvidos: editores e outros colaboradores. Criada em 2008, seus volumes são editados exclusivamente na formatação eletrônica on line (SEER).

Em suas edições trimestrais, com recebimento de manuscritos em fluxo contínuo, publica artigos inéditos de caráter científico, em português, espanhol e inglês, com o objetivo de atender diferentes profissionais diante dos vários contextos de estudos e pesquisas em Ecoturismo e atividades afins, contribuindo para a difusão, diálogo e intercâmbio de conhecimentos teóricos ou aplicados, bem como para a formação de redes. Propõem-se a promover um amplo debate entre o poder público e privado, as operadoras, as agências, ONGs e instituições de ensino e pesquisa, principalmente no que tange a aplicação do planejamento e manejo do Ecoturismo voltado a práticas de mínimo impacto.

A transferência e troca desses conhecimentos são de suma importância para que a análise e a prevenção dos impactos do Ecoturismo e atividades afins se constituam em ferramenta imprescindível para dar subsídio à manutenção das práticas de preservação e ao planejamento estratégico de atividades de lazer, interpretativas da natureza e de Educação Ambiental, ligadas à conservação dos recursos naturais.

São os seguintes os eixos temáticos da Revista:

Eixo 1. Ecoturismo e Educação Ambiental.

Eixo 2. Planejamento e Gestão do Ecoturismo.

Eixo 3. Manejo e conservação dos recursos naturais através do turismo sustentável.

Eixo 4. Ensino, pesquisa e extensão em Ecoturismo no Brasil.

Eixo 5. Ecoturismo de base comunitária.


O Ecoturismo é uma prática que precisa ser mais bem estudada e compreendida pois, apesar de já ser praticado há mais de cem anos (desde a criação dos primeiros parques nacionais no mundo: Yellowstone e Yosemite), só nos últimos anos do século XX se configurou como um fenômeno crescente e economicamente significativo.

Embora os seus princípios e diretrizes estejam claramente estabelecidos e pareçam conceitualmente compreendidos pelos profissionais da área, na prática, o Ecoturismo carece ainda de uma visão estratégica, que promova seu desenvolvimento em nível nacional e internacional. Esta afirmação é especialmente verdadeira quando são analisados os projetos de desenvolvimento em implementação no Brasil e as dificuldades no planejamento e obtenção de resultados referentes aos compromissos com a Sustentabilidade.

A demanda por aprofundamento no debate sobre Ecoturismo seria melhor trabalhada no seio de um coletivo científico que tivesse no seu escopo a preocupação com os atores envolvidos tais como: empresários, cientistas, praticantes, guias, governos, etc. Assim sendo, durante o VIº Congresso Nacional de Ecoturismo (VIº Conecotur) realizado na cidade de Itatiaia, estado do Rio de Janeiro, em 2007, foi proposta a criação da Sociedade Brasileira de Ecoturismo, com a formatação de um periódico que escoasse a produção científica dos atores envolvidos na questão. A edição eletrônica da Revista Brasileira de Ecoturismo (RBEcotur) em 2008 veio coroar esse imenso esforço.

Assim, convidamos todos os pesquisadores e produtores de conhecimento em Ecoturismo e áreas afins a somar seus esforços aos nossos, divulgando suas idéias nas edições da Revista Brasileira de Ecoturismo.

Prof. Dr. Zysman Neiman
Profa. Dra. Vivian Castilho da Costa
Editores

Prof. Dr. Alexandre de Gusmão Pedrini
Editor Adjunto


The BRAZILIAN ECOTOURISM JOURNAL (RBEcotur) is a four-month electronic publishing produced by the Brazilian Ecotourism Society (SBEcotur), as an expression of the professionals involved efforts: editors and other cooperators. It was created in 2008, its issues are exclusively edited in the electronic format on line (SEER).

In its quarterly issues with receiving manuscripts streaming, it publishes original articles of scientific character, in portuguese,spanish and english, with the objective to help different professionals in face of a variety of studies and researches contexts in Ecotourism and correlated activities, contributing to the spread, dialogue and exchange of applied or theoretical knowledge, as well as to the network building. Its proposal is to promote a wide debate between the public and private authority, the tourism agents, agencies, NGO’s and teaching and research institutions, mainly related to the planning application and management of the Ecotourism turned to the minimal impact practices.

The tranference and exchange of all this knowledge are relevant so that the Ecotourism impacts analysis and prevention and the similar activities become indispensable tools to give support to the keeping of preservation practices and to the leisure activities strategic planning, nature interpreting and the Environmental Education, linked to the natural resources conservation.

The thematic axles of this journal are the following:
Axle 1. Ecotourism and Environmental Education.
Axle 2. Ecotourism Planning and Management.
Axle 3. Natural Resources Management and Conservation by the Sustainable Tourism.
Axle 4. Ecotourism Teaching, Research and Extension in Brazil.
Axle 5. Community Basis Ecotourism.

The Ecotourism is a practice that needs to be more deeply studied and understood so, in spite of been practiced for more than a hundred years, (since the creation of the first national parks in the world: Yellowstone and Yosemite), only in the latest years of the XX century it has establish.

Although its principles and directions are clearly established and seem to be conceptualy understood by the professionals of the area, in practice, the Ecotourism needs a strategic vision,that promotes its development in national and international levels.This statement is specially true when are analysed the projects of development in implementation in Brazil and the difficulties in planning and obtaining the results related to the compromisses with the sustainability.

The demands to go deep into the debate about Ecotourism would rather be better dealt among a scientific group that had in mind the worries with the involved people as: businessmen, scientists, fans, guides, governments, etc. So, during the VIº Ecotourism National Congress (VIº Conecotur) in Itatiaia, Rio de Janeiro, in 2007, it was proposed the creation of the Ecotourism Brazilian Society, with the format of a periodical that showed the scientific production of the professionals involved in this question. An academic commission was voted and approved, representing all the big geographic brazilian regions, government and universities, with the aim to found this society and its periodical.
This electronic edition of the BRAZILIAN ECOTOURISM JOURNAL (RBEcotur) comes to praise this great effort.

So, we would like to invite all the researchers and producers of knowledge in Ecotourism and related areas to add their efforts to ours, publishing their ideas in the editions of the BRAZILIAN ECOTOURISM JOURNAL.

Prof. Dr. Zysman Neiman
Profª. Dra. Vivian Castilho da Costa
Editors

Prof. Dr. Zysman Neiman
Profa. Dra. Vivian Castilho da Costa
Editors

Prof. Dr. Alexandre de Gusmão Pedrini
Editor Assistant

 

Políticas de Seção

Artigos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Expediente

Editores
  • Zysman Neiman
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Edição Completa

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Especial

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resumos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Revista Brasileira de Ecoturismo possui um Conselho Editorial composto por pesquisadores renomados, que exercem a função de avaliar e garantir a qualidade da publicação, emitindo pareceres sobre os trabalhos em cada seção da revista. Os trabalhos submetidos são apreciados por dois avaliadores, com a omissão da identificação do autor. Caso haja pareceres divergentes, o editor encaminhará o trabalho para um terceiro avaliador. Os pareceres são analisados e acatados pelo conselho editorial.

Os manuscritos terão avaliadas a qualidade científicas dos seguintes itens:

1. Aspectos gerais do trabalho
1.1 – Relevância
1.2 – Importância
1.3 – Originalidade
1.4 – Estilo
1.5 – Conteúdo científico ou técnico

2 – Aspectos específicos do trabalho
2.1 – Título
2.2 – Resumo / Abstract
2.3 - Palavras-chave
2.4 – Introdução
2.4 – Material e Métodos
2.5 – Resultados
2.6 – Discussão
2.7 – Conclusões
2.8 – Referências

Ao final da avaliação, os manuscritos receberão uma das seguintes classificações: aceito sem modificações; aceito com pequenas modificações; necessita de extensas modificações, devendo voltar ao revisor para o parecer final; ou recusado.

Os pareceristas também constituem o Comitê de Ética da Revista, solicitando informações sobre os procedimentos de pesquisas sempre que julgarem necessário, principalmente em caso de estudos que envolvam seres humanos.

The Ecotourism Brazilian Journal possesss a composed Publishing Council for famous researchers, that exert the function to evaluate and to guarantee the quality of the publication, emitting to seem on the works in each section of the magazine. The submitted works are appreciated by two appraisers, with the omission of the identification of the author. In case that he has to seem divergent, the publisher will direct the work for one third appraiser. Them to seem are analyzed and respected by the publishing advice.
Manuscripts will be evaluated on scientific quality of the following:

1. General aspects of work
1.1 - Relevance
1.2 - Importance
1.3 - Originality
1.4 - Style
1.5 - Content scientific or technical

2 - Specific aspects of work
2.1 - Title
2.2 - Summary / Abstract
2.3 - Keywords
2.4 - Introduction
2.4 - Materials and
2.5 - Results
2.6 - Discussion
2.7 - Conclusions
2.8 - References

At final evaluation, manuscripts will receive one of the following classifications: accepted without change, accepted with minor modifications, in need of extensive modifications, the reviewer should go back to the final opinion or refused.
The reviewers also constitute the Ethics Committee of the Journal, requesting information on the procedures for searches whenever they deem necessary, particularly in the case of studies involving humans.

 

Periodicidade

A revista adota o formato eletrônico, alojada no endereço www.sbecotur.org.br/rbecotur/seer/index.php. Os fascículos são organizados em Volume, Edição e Ano e têm periodicidade trimestral.

The journal adopts the electronic format, lodged in the www.physis.org.br/seer/index.php address. The fascicles are organized in Volume, Edition and Year and have a three-month regularity.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

This journal offers immediate free access to its content, following the beginning of the free disposal to the scientific knowledge to the public,which provides greater world-wide democratization of the knowledge.

 

Eixos Temáticos

1) Ecoturismo e Educação Ambiental (Ecotourism and Environmental Education)
2) Planejamento e Gestão do Ecoturismo (Ecotourism Planning and Management)
3) Manejo e Conservação dos Recursos Naturais através do Turismo Sustentável (Natural Resources Management and Conservation by the Sustainable Tourism)
4) Ensino, Pesquisa e Extensão em Ecoturismo no Brasil (Ecotourism Teaching, Research and Extension in Brazil)
5) Ecoturismo de Base Comunitária (Community Basis Ecotourism)

 

Qualificações - QUALIS (Ano Base 2015)

B1: CIÊNCIAS AMBIENTAIS; PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL/ DEMOGRAFIA.

B3: ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO.

B4: ARQUITETURA E URBANISMO; ARTE E MUSICA; ENGENHARIAS III; ENSINO; GEOGRAFIA; MEDICINA VETERINÁRIA; PSICOLOGIA.

B5: CIÊNCIAS AGRÁRIAS I; ENGENHARIAS I; SERVIÇO SOCIAL; SOCIOLOGIA.

C: BIODIVERSIDADE; CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I; GEOCIÊNCIAS.

 


ISSN: 1983-9391
Copyright © RBECOTUR - São Paulo - SP / Brasil - Design by Lucas Neiman
Licenciada sob Creative Commons